//
você está lendo...
Comunicações, Governo, Política

Big Brother

Weibo é a versão chinesa do Facebook. A tenista chinesa Shuai Peng, de 35 anos, campeã de duplas em Wimbledon e Roland Garros. quando se tornou a número um do ranking mundial, usou essa rede social para fazer uma denúncia. Ela acusou o ex-vice-ministro da China, Zhang Gaoli, 40 anos mais velho do que ela, de assediá-la sexualmente.

A própria atleta admite não ter provas do abuso durante sua relação afetiva com o político, iniciada em 2011, mas é incisiva na afirmativa, exigindo a apuração. Ao menos por enquanto, porém, isso não acontecerá. Vinte minutos apenas depois da postagem, tudo que ela escreveu foi deletado da sua conta no Weibo. A palavra tênis foi expurgada da plataforma social, assim como os nomes de Peng e Zhang. Desde o dia 11 a tenista está desaparecida. Um movimento se formou na internet para cobrar explicações das autoridades.

O governo chinês controla intensamente o Weibo e intervém no seu funcionamento quando quer, a pretexto de defender o interesse público. Se as redes sociais podem ser perigosas, muito pior é a tutela estatal substituindo as representações institucionais, políticas e corporativas da sociedade para coibir abusos através dos meios legais. Em matéria de liberdade, o governo agirá sempre como macaco em loja de louças. Na China como no Brasil.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: