//
você está lendo...
Cultura

De pai para filha

Mauro Bonna informa na sua coluna de hoje no Diário do Pará que Angela Sales disputa uma das três vagas da Academia Paraense de Letras Jurídicas. Foi uma surpresa para mim. Angela está bem longe de ser uma pessoa acadêmica. Sua candidatura também deve ter uma motivação sentimental. A cadeira era do seu pai, Egydio Sales, já falecido, cujo escritório de advocacia comanda há alguns anos. Angela foi, como ele, presidente da OAB do Pará. E é uma profissional extremamente qualificada, dos melhores advogados da praça.

Mais um capítulo na trajetória da filha como credenciada herdeira tem um porém. O ex-desembargador da justiça trabalhista Vicente Malheiros da Fonseca disputa a mesma cadeira. Não sei qual dos dois arrebanha mais votos nessa academia. Não faltam títulos e credenciais a ambos para merecer o lugar que buscam. Sou conterrâneo, amigo e admirador de Vicente e da sua família, mas vou torcer desta geral pela vitória de Angela, se Vicente competir mesmo com ela.

Sei que ele conquistará um lugar na academia quando quiser. Mas gostaria que o feliz acaso (nem tão casual assim) prosseguisse. Não é sempre – nem em qualquer lugar – que acontece uma sucessão desse tipo, pelo mérito pessoal, muito mais do que pela genealogia de quem herda o patrimônio do chefe do clã.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: