//
você está lendo...
Borracha, Ecologia, Economia, Estrangeiros, Memória

Memória – A Ford em dificuldades no Pará

A Ford Company, dos Estados Unidos, justificava, no seu balanço do exercício, não ter realizado “uma expansão maior” na plantação de seringueira, em suas duas concessões de um milhão de hectares no vale do Tapajós.

Foi devido “à falta de braços” para o trabalho na região, problema crônico. Justificou ter sido necessário “usar toda a mão de obra disponível para a conservação das plantações”. Mas o serviço de enxertia, “com variedades resistentes à moléstia” (o mal das folhas, que dizimaria o plantio), continuara durante o ano inteiro.
“Cortes experimentais foram efetuados nas plantações de Fordlândia e Belterra”, dizia o relatório, assegurando: “O látex obtido destas operações foi todo vendido no Brasil”. Já o serviço de construções foi paralisado “devido à dificuldade de obtermos telhas”. Ainda assim, a empresa havia conseguido construir um “curro modelo” em Belterra, sua segunda possessão.
Para um ativo fixo no valor de 176 milhões de cruzeiros, a Companhia Ford Industrial do Brasil (razão social do projeto de borracha) tinha um capital realizado, em 1944, de apenas Cr$ 8 milhões.
Dois anos depois a Ford desistiria da sua plantação de seringueira no Pará.

Discussão

Um comentário sobre “Memória – A Ford em dificuldades no Pará

  1. Desde 1942, a Ford só tinha um cliente: o governo norte americano. Seu principal executivo, Edsel Ford, falecera em 1943. Henry já estava com mais de 80 anos. Em 1945, o fornecimento de látex proveniente do Pacífico já estava normalizado. O sonho de industrialização do Tapajós dava uma pausa para ser reaceso somente no governo democrata de Getúlio Vargas, no início da década de 1950.

    Curtir

    Publicado por pedrocarlosdefariapinto | 1 de janeiro de 2022, 11:50

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: