//
você está lendo...
Imprensa, Memória

Memória – O reduto do Flash

Em outubro de 1952 começou a circular o Flash, semanário de Ivan Maranhão, irmão do escritor Haroldo Maranhão, ambos netos de Paulo Maranhão, o dono da Folha do Norte, o principal jornal do Pará durante pelo menos meio século. O Flash tinha poucos pontos de venda no centro de Belém, mas estratégicos: Café Albano, Livraria Vitória, Livraria Contemporânea, Livraria da Moda, Agência Martins, Agência Cultura, Salão Chic, Domenico e Café Santos, que formavam o roteiro da elite da cidade. Jornaleiros levavam o jornal apenas ao bairro do Reduto.

Discussão

2 comentários sobre “Memória – O reduto do Flash

  1. Lúcio, uma dúvida: havia também um Ivan Maranhão, filho do velho Paulo Maranhão?

    Curtir

    Publicado por ADEMAR A DO AMARAL | 15 de janeiro de 2022, 18:07

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: