//
você está lendo...
Estradas, Governo

Outorga da Santarém-Cuiabá

A diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres aprovou, hoje, por unanimidade, o ato de outorga para exploração da Santarém-Cuiabá, com trecho da Transamazônica, pela Via Brasil BR163 Concessionária de Rodovias S.A. A assinatura do contrato está prevista para amanhã.

Após o voto-vista do diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, a emissão do ato de outorga foi aprovada por unanimidade, o qual deve ser publicado nesta sexta-feira (1º/4) e, no mesmo dia, deve ocorrer a assinatura do contrato.

O consórcio venceu o leilão em junho do ano passado, com o valor de tarifa de R$ 0,07867 por quilômetro rodado (8,09579% de deságio). A concessão prevê a exploração por 10 anos, prorrogáveis por mais dois anos, da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade das rodovias BR-163 e 230 no Pará e Mato Grosso, nos trechos:

 • Rodovia BR-163/MT – (Extensão:262,80 km) Início: Entroncamento com a Rodovia MT-220, em Sinop/MT. Final: Divisa dos Estados de Mato Grosso e Pará (onde assume o km 0).

• Rodovia BR-163/PA – (Extensão 674,40 km) Início: Divisa dos Estados de Mato Grosso e Pará (onde assume o km 0). Final: Entroncamento com a BR-230/PA.

• Rodovia BR-230/PA – (Extensão: 33,00 km) Início: Entroncamento com a BR-230/PA. Final: Início da travessia do Rio Tapajós, no distrito de Miritiuba, em Itaituba/PA.

• Rodovia BR-230/PA – Acesso ao Terminal Portuário de Miritituba – (Extensão: 8,30 km) Início: Entroncamento com a BR-230/PA, Final: Porto de Miritituba.

• Rodovia BR-230/PA – Acesso ao Terminal Portuário de Itapacurá – (Extensão: 14,50 km) Início: Entroncamento com a BR-230/PA. Final: Porto de Itapacurá.

• Rodovia BR-230/PA – Acesso ao Terminal Portuário de Santarenzinho – (Extensão: 16,52 km) Início: Entroncamento com a BR-230/PA. Final: Porto de Santarenzinho.

Esse sistema rodoviário compreende um total de 1.009 quilômetros de extensão, integrando o Centro-Oeste e Norte do Brasil. Será um dos eixos para o escoamento da produção da parte paraense da região Norte e norte da região Centro-Oeste, além da ligação a terminais portuários do Arco Norte (Rio Tapajós). Atravessará 13 municípios. A expectativa é que sejam gerados, ao longo do contrato, cerca de 29 mil novos postos de trabalho.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: