//
você está lendo...
Floresta, Minério, Transporte

Ponte do Tocantins: só em 2017

Só dentro de cinco anos, em 2027, é que a Vale pretende iniciar a construção de uma nova ponte ferroviária sobre o rio Tocantins, em Marabá, conforme anúncio que fez no mês passado. Por falta de mais informações, não se sabe se o investimento, de 830 milhões de dólares (4 bilhões de reais) inclui apenas a ponte ferroviária ou também uma segunda ponte rodoviária, que reforçará a ligação entre o sudeste do Pará e o litoral norte brasileiro. A empresa faria essa despesa sozinha sem ser a beneficiária direta?

A ponte única atual faz parte da Estrada de Ferro Carajás, por onde a Vale, concessionária da via, escoa toda a sua produção de minério de ferro do Sistema Norte, “bem como o concentrado de cobre produzido no estado do Pará”. Assim, deduz-se que o níquel, minério do qual a Vale é uma das maiores produtoras mundiais, segue por via rodoviária.

A empresa poderia esclarecer esses pontos.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: