//
você está lendo...
Cidades, Política

Avenida Elias Ribeiro Pinto

Fonte: Portal O EstadoNet


O prefeito de Santarém, no oeste do Pará, Nélio Aguiar, encaminhou à Câmara de Vereadores, o projeto de lei do Executivo que trata da denominação de via pública do trecho correspondente à Nova Moaçara, recém-inaugurado no município, que passa a ser chamar de avenida Elias Ribeiro Pinto. A homenagem é o reconhecimento da atual gestão ao ex-prefeito santareno, falecido em 1985.

Em mensagem enviada ontem ao presidente do Poder Legislativo, vereador Silvio Neto, o prefeito explica os motivos pelos quais o Executivo Municipal pede a aprovação da matéria.

A avenida Elias Ribeiro Pinto corresponde ao trecho do prolongamento da avenida Moaçara,  que liga a cidade até a BR-163. Esse novo trecho, que compreende 6,34 Km de extensão, interliga a Br-163 até a PA-457, denominada rodovia estadual Dr. Everaldo Martins. A homenagem se dá em razão aos relevantes serviços prestados pelo ex-prefeito da cidade.

O novo trecho da Moaçara dá acesso à vila de Alter do Chão e, também, ao aeroporto internacional Maestro Wilson Fonseca, na região do Eixo Forte.

Histórico do homenageado

Elias Pinto começou a trabalhar aos seis anos, carregando sacos com sementes de algodão na cabeça, no interior do Ceará. Seus pais eram de lá, mas viveram a secular migração dos arigós. Primeiro no Acará, terra dos bravos da Cabanagem, depois em Santarém, onde, vencendo preconceitos e regras da probabilidade, abriu caminhos hostis para fazer história.

Presidiu a congregação Mariana de Santarém, com apoio total do bispo alemão. Em seguida, seria redator e chefe de redação do jornal mais antigo da terra, O Jornal de Santarém. E fundaria o seu, o Baixo Amazonas, certamente o melhor da época (como texto e produto gráfico). Foi secretário municipal de Aderbal Caetano Correa, da elite mocoronga.

Elegeu-se deputado estadual com a sexta maior votação da legislatura. Participou da construção da maior indústria do interior da Amazônia, na década de 1950, a Tecejuta. Integrou uma das comissões de planejamento (a do comércio) da SPVEA (antecessora da Sudam). Disputou por duas vezes a prefeitura de Santarém, tendo sido consagrado eleito na terceira disputa eleitoral, no ano de 1967.

Afastado do cargo apenas nove meses depois de assumi-lo, conseguiu a adesão de Haroldo Veloso, brigadeiro (da reserva) e deputado federal (pelo partido dos militares, a Arena), num movimento para retomar o mandato que o povo lhe conferiu (com 65% dos votos válidos). O governador mandou para Santarém 150 homens da Polícia Militar, comandados por um policial extremamente violento, o delegado Lauro Viana.

Elias Ribeiro Pinto faleceu aos 60 anos, em dezembro do ano de 1985.

Discussão

4 comentários sobre “Avenida Elias Ribeiro Pinto

  1. Parabéns à família Pinto!

    Curtir

    Publicado por Edyr Augusto | 7 de fevereiro de 2023, 18:15
  2. Merecidamente!

    Curtir

    Publicado por Cristina Gemaque | 8 de fevereiro de 2023, 10:02

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: