//
Arquivos

Energia

Esta categoria contém 229 posts

Quem manda na Amazônia?

Por que um Estado tão rico, como o Pará, é também tão pobre? Esta deveria ser a questão mais importante na agenda dos candidatos à eleição de outubro. O Pará abriga a maior frente econômica do país, que se expande pelo seu vasto interior (com 1,2 milhão de quilômetros quadrados) à cata de recursos naturais. O … Continuar lendo

Arquivo JP (43)

No Xingu, a energia do subdesenvolvimento (JP 243, setembro de 2000) Se tudo transcorrer conforme seus planos, a Eletronorte espera concluir o projeto da hidrelétrica de Belo Monte, no Xingu, no final de junho do próximo ano. Será a maior usina brasileira (e uma das maiores do mundo), com capacidade de geração superior à atual … Continuar lendo

Arquivo JP (42)

Tucuruí: milhões de dólares ocultos pela névoa do tempo   (Jornal Pessoal 243, setembro de 2000) A Eletronorte gastou quase 60 milhões de reais para recuperar e complementar o canteiro de obras de duplicação da hidrelétrica de Tucuruí. Esse investimento equivale a 10% do orçamento previsto – de R$ 580 milhões – para a elevação … Continuar lendo

Arquivo JP (35)

O bom combate pelas eclusas   (Jornal Pessoal 241, agosto de 2000)   O então senador e presidente (por quase meio século) da Federação das Indústrias do Pará, Gabriel Hermes, Filho chegou a ameaçar que se a hidrelétrica de Tucuruí fosse inaugurada sem o restabelecimento da navegação no rio Tocantins, ele se colocaria debaixo da … Continuar lendo

Energia de Belo Monte

A energia da hidrelétrica de Belo Monte, a quarta maior do mundo, vai ser espalhada por novas direções. A Equatorial Energia (do grupo que comprou a Celpa) vai levá-la, por mais de 430 quilômetros, até o Tapajós, em três linhas. Uma da usina, no Xingu, até Altamira, com 61 quilômetros. A seguinte, de Altamira à … Continuar lendo

O risco das pequenas hidrelétricas

Com a reação crescente à implantação de grandes hidrelétricas na Amazônia, quatro das quais já estão em funcionamento (Tucuruí, Juruá, Santo Antônio e Belo Monte), o governo federal decidiu dar apoio à instalação de pequenas centrais de energia, as PCH. À parte razões econômicas e ambientais alegadas para a adoção dessa alternativa aos grandes barramentos … Continuar lendo

Termelétrica de Barcarena

Será no dia 12 de junho, em Abaetetuba, a audiência pública sobre o complexo termelétrico a gás natural de Barcarena, constituído por uma usina, um terminal de regaseificação e um gasoduto, projeto da Celba (Centrais Elétricas de Barcarena). Será mais uma etapa do processo de licenciamento ambiental do projeto, conduzido pela Secretarial Estadual do Meio … Continuar lendo

A história na chapa quente (2)

Amazônia, já: nosso desafio (Publicado no Jornal Pessoal 350, de agosto de 2005) Qualquer São Tomé escolado recomenda ceticismo diante dos números que as empresas “barrageiras” costumam apresentar quando iniciam – ou sugerem – a construção de uma nova grande hidrelétrica no Brasil. Na Amazônia, a Eletronorte tem merecido essa desconfiança, agravada pelo chamado “fator … Continuar lendo

A corrupção na jungle

O Tribunal de Contas da União, o Ministério Público Federal e, mais recentemente, a Operação Lava-Jato estão apurando as contas da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu. Definem o preço exato da obra, que já ultrapassou 30 bilhões de reais, eventuais superfaturamentos e desvios para o pagamento de propina a intermediários dos contratos, o … Continuar lendo

Lula (6)

Presidente novo, mesmice amazônica (Publicado no Jornal Pessoal 304, de julho de 2003) O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi a Parintins, no Amazonas, ver a festa do boi, considerada ultimamente como o maior acontecimento folclórico da Amazônia. Ocupando o lugar onde se sente mais à vontade e do qual se recusa a apear, … Continuar lendo