//
Arquivos

Estradas

Esta categoria contém 10 posts

Coronel do exército condenado

O tenente-coronel Carlos Alberto Baccini Barbosa, ,chefe da seção técnica do 8º Batalhão de Engenharia de Construção do Exército, sediado em Santarém, está entre as sete pessoas condenadas pelo Superior Tribunal Militar por envolvimento em um esquema de desvio de dinheiro público em obras da BR-163 (Santarém-Cuiabá), no Pará,  sob a responsabilidade do 8º BEC, … Continuar lendo

Barbárie infantil

Dias atrás me veio à lembrança o crime mais chocante de que tive notícia até hoje. Uma criança de oito anos degolara outra de quatro anos. Foi em 2007 (e não em 1997, como saiu na matéria a seguir, por um simples lapso), em, Novo Progresso, numa região que crescia à base da extração ilegal … Continuar lendo

A história na chapa quente (229)

Transamazônica custou 12 bilhões de dólares!!! (Artigo publicado no Jornal Pessoal 312, de novembro de 2003) A maior obra pública da história da Amazônia não é a hidrelétrica de Tucuruí, mas a Transamazônica. Ao menos na contabilidade do deputado federal Delfim Netto. Em entrevista à revista Istoé Dinheiro, ele afirma que a estrada custou nada … Continuar lendo

A história na chapa quente (121)

A dívida de R$ 1,5 bilhão (Artigo publicado no Jornal Pessoal 303, de junho de 2003, mais de 10 anos antes da Lava-Jato) Se vencer uma ação que propôs contra o Estado exatamente 10 anos atrás, a Construtora Andrade Gutierrez, de Minas Gerais, uma das maiores empreiteiras do país, poderá se credenciar a receber 1,5 … Continuar lendo

O outro Brasil

Por paradoxal que pareça, os anos da ditadura foram época de vacas gordas para a cobertura jornalística na Amazônia. O governo militar promovia então a maior empreitada de abertura de fronteiras da história do Brasil. Eram longas estradas, assentamento de colonos, venda de grandes lotes de terras, mineração, início da construção de hidrelétricas, novas cidades … Continuar lendo

A história na chapa quente (118)

A surpresa de Furnas: hidrelétricas no Madeira (Textos publicados no Jornal Pessoal 300, de abril de 2003. Assinalam os primeiros efeitos da ocupação do setor elétrico pelo PT, que devem ser relidos sob as luzes da Operação Lava-Jato) O rio prioritário para abrigar novas grandes hidrelétricas no governo Lula não é mais o Xingu, no … Continuar lendo

História trágica: a de sempre

Eduardo Enéas Gustavo Galvão, um dos maiores antropólogos brasileiros, morreu em 1976, ainda cedo, com 55 anos. Seus últimos anos, como diretor do Museu Goeldi, em Belém, foram mais amargurados do que quando o golpe militar de 1964 o puniu com o afastamento da Universidade de Brasíli. Junto com ele, 300 professores também foram expulsos. … Continuar lendo

A história na chapa quente (89)

O asfalto na BR-163: no rastro da destruição (Artigo publicado no Jornal Pessoal 290, de agosto de 2002) O governo federal pretende asfaltar no próximo ano os 784 quilômetros que faltam para concluir a BR-163, consolidando a ligação entre Cuiabá, a capital de Mato Grosso, e Santarém, a mais importante cidade na calha do rio … Continuar lendo

A BR-163, em Marte

Quase 95% da carga que sai de Mato Grosso em direção ao Pará ficam em Miritituba, a cidade vizinha a Itaituba, na margem do rio Tapajós. Com a interdição da BR-163 pelas chuvas, como acontece todos os anos, no trecho entre Vila Planalto e Mirituba, ao longo de quase três semanas, estacionaram ali cerca de … Continuar lendo

A impertinente chuva

(Artigo publicado hoje no site Amazônia Real) O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte do governo federal espera restabelecer o tráfego na rodovia Cuiabá-Santarém na sexta-feira, 3. Embora garanta que suas equipes trabalham a pleno vapor no local, condiciona o cumprimento da promessa a um fator superveniente: a chuva. Chuva intensa é presença certa em … Continuar lendo