//
Arquivos

Ferrovia

Esta categoria contém 23 posts

Norte-Sul prossegue

O terminal ferroviário de Porto Franco, no Maranhão, continuará sendo administrado pela Agrex do Brasil, empresa do segmento agrícola subsidiária do grupo Mitsubishi, pelos próximos 15 anos. O leilão de concessão da área, às margens da Ferrovia Norte-Sul, ocorreu no último dia 5. Com a assinatura do contrato de concessão de uso, que deve ocorrer … Continuar lendo

Ponte do Tocantins sem estudo prévio?

O projeto da nova ponte sobre o rio Tocantins será votado no conselho do plano diretor do dia 28 de julho sem atender a legislação do município para o tema. Esse enorme projeto está sendo pautado sem ter apresentado o seu estudo de impacto da vizinhança (EIV), que é fundamental para sabermos se o projeto … Continuar lendo

Memória – Carajás e os índios

Em 1982, a Companhia Vale do Rio Doce assinou convênio com a Funai para aplicar, em cinco anos, o equivalente a 13,6 milhões de dólares (valor da época) em benefício de 14 comunidades indígenas, com população de 4,5 mil pessoas, estabelecidas ao longo da ferrovia de Carajás. Dez dessas comunidades ficavam no Maranhão e as … Continuar lendo

Vale e xikrin: 40 anos

A Vale colocou no seu portal vídeo com quase seis minutos de duração para registrar os 40 anos do seu relacionamento com os índios xikrin do Cateté, seus vizinhos na província mineral de Carajás. A relação entre a mineradora e esse povo tem sido frutífera e o seu balanço é positivo. Hoje, a convivência entre … Continuar lendo

Mais uma morte em Carajás

Órfão de chacina, homem é morto por segurança da Vale em ferrovia no Pará Marina Rossi / Repórter Brasil Um segurança que prestava serviços à Vale foi preso em flagrante por seu envolvimento com a morte de Reginaldo Pereira de Oliveira, de 46 anos. Oliveira levou um tiro e morreu às margens da ferrovia de Carajás, em … Continuar lendo

Pará na era ferroviária

O governador Helder Barbalho sancionou lei, publicada hoje no Diário Oficial que modificou o Subsistema Ferroviário do Estado do Pará, integrante do Sistema Nacional de Viação, criado em 2019. A Arcon (Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado) atuará como regulador ferroviário no âmbito do Estado do Pará, exercendo as competências relativas … Continuar lendo

Quanto tempo Carajás vai durar?

No mês passado, a Vale conseguiu aprovar a construção de uma nova ponte sobre o rio Tocantins, em Marabá, na qual investirá 830 milhões de dólares (mais de 4 bilhões de reais). Agora a ponte será exclusivamente ferroviária, indicador da intenção da empresa de incrementar a exportação do minério de ferro de alta qualidade extraído … Continuar lendo

Memória – A Vale por dentro

(Texto de 2016) Acompanho atentamente a trajetória da Companhia Vale do Rio Doce, o seu nome de batismo, desde 1968, quando a estatal, criada em 1942 pelo ditador Getúlio Vargas, tinha 26 anos (hoje está com 74). Nela está fincada um dos suportes do Brasil. E um dos eixos de poder do Pará. Ao longo … Continuar lendo

O Antonov esteve aqui

(Texto publicado em setembro do ano passado, que reproduzo a propósito da derrubada do maior avião do mundo na guerra dos russos na Ucrânia) Em duas semanas seguidas, entre o final de fevereiro e o começo deste mês, pousaram quatro vezes no aeroporto de Belém dois dos maiores aviões cargueiros do mundo, o russo Antonov … Continuar lendo

Quando as chuvas param o grande trem

As viagens no trem da ferrovia de Carajás, que foram paralisadas no dia 5, no trecho maranhense, permanecerão suspensas até o dia 11, segundo comunicado da Vale, concessionária da linha, de 892 quilômetros, entre a mina, em Parauapebas, no Pará, e o porto de São Luís. As fortes chuvas provocaram deslocamento de terra no quilômetro … Continuar lendo