//
Arquivos

Grandes Projetos

Esta categoria contém 453 posts

A história interrompida

Prossigo a série de artigos, iniciada na semana passada (A paixão amazônica), com os quais espero fazer uma reflexão crítica de um passado ainda recente, mas já considerado irremediável pelos que se apossaram da Amazônia, nacionais ou estrangeiros. ________________________ Em 1956, o Brasil sediou o 18º Congresso Internacional de Geografia. Uma das excursões de campo … Continuar lendo

Alunorte é a maior

O ranking das maiores empresas elaborado pelo jornal econômico Valor, no qual me baseei para escrever a matéria anterior, tem uma falha: não inclui a Alunorte, a maior produtora de alumina do mundo fora da China, controlada pela norueguesa Hydro. Na verdade, é a maior empresa instalada no Pará. Ela deveria estar na 96ª posição … Continuar lendo

A paixão amazônica

As necessidades de guerra fizeram o mundo voltar à Amazônia na metade da década de 1940. Desta vez, tanto para se suprir de borracha, cujo acesso fora bloqueado no Oriente pelo ingresso do Japão na Segunda Guerra Mundial, quanto para estabelecer na região amazônica uma base definitiva de ação. Não foram apenas os estrangeiros, entretanto, … Continuar lendo

Jari: 40 anos de nacionalização

A caricata nacionalização do projeto Jari completa agora 40 anos. Foi em 1982 que o seu controle passou do milionário americano Daniel Ludwig, que iniciou o empreendimento em 1967, para um grupo de empresários brasileiros. O capital da empresa era então de 720 milhões de dólares. As empresas privadas deveriam entrar com US$ 480 milhões, … Continuar lendo

Hemorragia invisível de dinheiro

(Este artigo foi escrito em 1988 e incluído no meu livro Contra o poder, de 2007) Imaginei que provocaria um grande impacto quando saísse – no JP nº 15, de 1988– a matéria mais grave que escrevera até então. Depois de analisar durante três dias o principal balanço empresarial da Amazônia, anunciava: fora de 47,4 … Continuar lendo

A colônia no lugar do paraíso

A pergunta vai e volta, conforme o movimento cíclico da maré de interesse sobre a região: há vida inteligente na Amazônia? Hoje, o questionamento é mais simbólico e metafórico. Mas já foi concreto e real – e essa dúvida não é remota. Sob cuidados e manipulações, persiste. A partir de 1966, os militares, desde dois … Continuar lendo

Memória – Carajás e os índios

Em 1982, a Companhia Vale do Rio Doce assinou convênio com a Funai para aplicar, em cinco anos, o equivalente a 13,6 milhões de dólares (valor da época) em benefício de 14 comunidades indígenas, com população de 4,5 mil pessoas, estabelecidas ao longo da ferrovia de Carajás. Dez dessas comunidades ficavam no Maranhão e as … Continuar lendo

Vale e xikrin: 40 anos

A Vale colocou no seu portal vídeo com quase seis minutos de duração para registrar os 40 anos do seu relacionamento com os índios xikrin do Cateté, seus vizinhos na província mineral de Carajás. A relação entre a mineradora e esse povo tem sido frutífera e o seu balanço é positivo. Hoje, a convivência entre … Continuar lendo

Caciques em Carajás

Segue-se o relato de Breno Augusto dos Santos sobre a sua viagem a Carajás entre os dias 30 de junho e 1º de julho. __________________ O encontro foi para comemorar os 40 anos do relacionamento da Vale com o povo xicrin.Não conhecia o Presidente da Vale, o Eduardo Bartolomeu, mas o seu discurso foi interessante.Houve … Continuar lendo

Carajás: o primeiro acidente

O geólogo Breno Augusto dos Santos prometeu aos amigos e agora cumpriu a promessa: enviou as imagens do primeiro incidente com helicóptero de Carajás. Foi logo no início da campanha de pesquisa que resultaria na descoberta da melhor jazida de alto teor de minério de ferro do planeta, em 1967. Breno é uma fonte inesgotável … Continuar lendo