//
Arquivos

Grandes Projetos

Esta categoria contém 347 posts

A “invenção” de Carajás

O ex-presidente José Sarney é um visionário, ou um fabulador. Em 1973, ele lançou um audacioso projeto e precisou de toda sua capacidade de trabalho e convencimento para viabilizá-lo, embora lançado originalmente pelo governo federal, em 1939. O porto de Itaqui, em São Luís do Maranhão, foi concebido por ele para escoar a produção de … Continuar lendo

Alcoa Juruti: 1.000º embarque

O navio Forte de São Felipe chegará no próximo domingo ao porto da Alcoa, em Juruti, no Pará. Será o milésimo a embarcar bauxita numa das melhores minas do mundo. O cargueiro levará 55 mil toneladas do minério até o porto da Alumar, subsidiária da multinacional americana, em São Luís do Maranhão, para ali ser … Continuar lendo

Catástrofe amazônica

Artigo do grande escritor amazonense Milton Hatoum, publicado ontem pelo jornal O Estado de S. Paulo. AMAZÔNIA: UMA CATÁSTROFE QUE SE APROXIMA No século passado, as tentativas de “ocupar” e “desenvolver” a Amazônia foram, além de fracassadas, extremamente danosas ao meio ambiente e aos indígenas, ribeirinhos, quilombolas, pescadores. Alguns exemplos conhecidos: Fordlândia, no Vale do … Continuar lendo

A Amazônia do Sul Maravilha

Élio Gaspari é um dos mais brilhantes e influentes jornalistas brasileiros. Sua coluna sai duas vezes por semana em O Globo e na Folha de S. Paulo. A partir daí, é reproduzida em vários jornais espalhados pelo país. É um eco respeitável. No seu artigo de hoje, porém, Gaspari comete erros primários e faz uma … Continuar lendo

Belo Monte: quem é o dono?

Os estudos para o aproveitamento energético do Xingu, um dos maiores e mais volumosos rios do Brasil e do mundo, começaram em 1975. Justamente quando foi iniciada a construção da hidrelétrica de Tucuruí, no Tocantins, rio ainda maior do que o Xingu, 400 quilômetros a leste, ainda no Estado do Pará. As duas iniciativas integravam … Continuar lendo

Estiagem recorde no Xingu

A vazão de água Xingu atingiu, em outubro, um dos menores patamares desde que o rio começou a ser monitorado, em 1931. Esse fato, porém, não ameaçou a estrutura projetada para a hidrelétrica de Belo Monte: “além de situações de baixas vazões, como as que ocorreram no último mês de outubro, foram considerados também outros … Continuar lendo

Belo Monte: drama e tragédia

A hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, é a quarta maior do mundo, a segunda maior do Brasil (é a primeira inteiramente nacional, já que metade de Itaipu, a segunda maior do planeta, é do Paraguai). A última das suas 18 gigantescas turbinas será instalada até o final do ano, completando a sua motorização. Cada … Continuar lendo

Ferrovia de Carajás licenciada

O Ibama concedeu à Vale a segunda retificação da segunda renovação da Licença de Operação da ferrovia de Carajás, que começa em Parauapebas, no Pará, e do terminal ferroviário de Ponta da Madeira, em São Luís do Maranhão. A licença é válida por 10 anos. A ferrovia, com 870 quilômetros de extensão, começou a operar … Continuar lendo

Belo Monte ameaçada?

Para não reduzir a amplitude do debate que a hidrelétrica de Belo Monte sempre exigiu, da fase de concepção, passando pela construção, e, agora, na operação, limito-me a reproduzir, a seguir, uma reportagem de Eliane Brum, publicada pelo jornal espanhol El País. Pode ser que, assim, a principal personagem, a Norte Energia, se permitir cir … Continuar lendo

O futuro da região e do jornalismo

A jornalista Eliana Lucena, com que trabalhei em O Estado de S. Paulo, reproduziu em seu Facebook a entrevista que Cristina Serra fez comigo, publicada no site Amazônia Real (e a íntegra, no Jornal Pessoal). Suponho não atravessar o limite da vaidade do orgulho em reproduzir a entrevista, o comentário de Eliana (baseada em Brasília) … Continuar lendo