//
Arquivos

Grandes Projetos

Esta categoria contém 315 posts

Aço: uma intenção

O governador Helder Barbalho fez intensa propaganda para anunciar que, finalmente, o Pará deixará de ser apenas exportador de minério de ferro. Ele assinou um protocolo de intenções com a Vale e a Concremat para a implantação, em Marabá, de uma usina de laminados de aço (embora minúscula, para 300 mil toneladas), no valor de … Continuar lendo

O começo da Albrás

Vou começar a pagar a promessa que fiz algum tempo atrás: recuperar textos meus – já publicados em papel ou inéditos – que possam ser úteis à compreensão da Amazônia dos nossos dias. Revendo centenas de artigos e reportagens, fica a impressão de que nem sempre caminhamos para frente. Parece estarmos sempre a voltar a … Continuar lendo

O tamanho da Hydro

A Hydro faturou neste ano quase 8 bilhões de reais através das três empresas que controla no Pará – a Albras, que produz alumínio primário; a Alunorte, que é a maior produtora mundial de alumina, o insumo principal do metal; e a Mineração Paragominas, que lavra bauxita.  Em conjunto, a multinacional norueguesa conseguiu chegar a … Continuar lendo

A corrupção gigante das hidrelétricas

Quatro das maiores obras da história republicana brasileira foram construídas na Amazônia. São quatro hidrelétricas, que exigiram investimento superior a 100 bilhões de reais. A mais antiga delas, a usina de Tucuruí, começou a ser construída no auge da ditadura militar, em 1974. A primeira das 12 gigantescas turbinas da sua primeira fase foi inaugurada … Continuar lendo

E Carajás: o que ganha?

O quadrilátero ferrífero de Minas Gerais, maior produtor de minério de ferro do Brasil, tem 800 mil hectares. Nos seus limites há 25 municípios, incluindo a capital, Belo Horizonte, com 2,4 milhões de habitantes, e cidades históricas, como Ouro Preto, Sabará e Mariana, num total de mais de 3 milhões de pessoas, representando a maior … Continuar lendo

Plataforma de lançamento de minério

O terminal marítimo da Ponta da Madeira, que fica na ilha de São Luís do Maranhão, completou, no mês passado, 33 anos de funcionamento como o maior porto em movimentação de carga do Brasil e um dos maiores do mundo. Ele escoa, para o exterior, a produção de minério de ferro da Serra dos Carajás, … Continuar lendo

Breno e Carajás

O paulista Breno Augusto dos Santos é o mais amazônida dos paulistas. Aos 78 anos, morando em Niterói, é reconhecido como um dos mais importantes personagens da história da geologia mundial. Foi quem deu partida, em 31 de julho de 1967, às fabulosas descobertas que revelaram, em Carajás, a maior província mineral do planeta, no … Continuar lendo

O que a Vale redescobre?

A Vale, dona da província mineral de Carajás, no Pará, a maior do planeta, faz há meses uma campanha institucional através da mídia, talvez a maior em curso no Brasil. O mote da campanha é a expressão (re)descobrir, que definiria a natureza da companhia, desestatizada no governo Fernando Henrique Cardoso, em 1997. Diz o texto … Continuar lendo

A Amazônia desequilibrada

A indicação de Carlos von Doellinger para ser o novo presidente do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) no governo Bolsonaro me fez voltar mais de quatro décadas atrás. O marco é 1975. Foi nesse ano que o governo federal, comandado pelo prussiano general Ernesto Geisel, lançou o mais importante e consistente plano de desenvolvimento … Continuar lendo

Chineses maiores em energia

O BNDES anunciou, hoje, que aprovou financiamento de 5,2 bilhões de reais para que a Xingu Rio Transmissora de Energia, empresa pertencente ao grupo chinês State Grid, implante a segunda linha de transmissão de energia da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, ao Rio de Janeiro, no município de Nova Iguaçu, com 2.500 quilômetros de … Continuar lendo