//
Arquivos

Hidrelétricas

Esta categoria contém 130 posts

O paquiderme

Em fevereiro do próximo ano a hidrelétrica e Belo Monte, no rio Xingu, estará em condições de gerar 5,5 mil megawatts através de 9 maquinas. Será metade da sua potência total, que, quando alcançada, a tornará a quarta maior hidrelétrica do mundo. Nesse mês a usina deveria ser conectada a uma linha de transmissão de … Continuar lendo

Altamira: campeã da violência

Em 2015, Altamira era o município mais violento do Brasil, com uma taxa de homicídio calculada em 107 pontos, quase 10 a mais do que Lauro de Freitas, na Bahia, que ficou em segundo lugar, segundo o Atlas da Violência de 2017, divulgado hoje. Altamira era o município com a menor população (105 mil habitantes) … Continuar lendo

A história na chapa quente (229)

Transamazônica custou 12 bilhões de dólares!!! (Artigo publicado no Jornal Pessoal 312, de novembro de 2003) A maior obra pública da história da Amazônia não é a hidrelétrica de Tucuruí, mas a Transamazônica. Ao menos na contabilidade do deputado federal Delfim Netto. Em entrevista à revista Istoé Dinheiro, ele afirma que a estrada custou nada … Continuar lendo

A história na chapa quente (228)

Corrigida, começa a terceira versão da usina de Belo Monte (Artigo publicado no Jornal Pessoal 312, de novembro de 2003) Em projeto, a hidrelétrica de Belo Monte, que o governo espera ver construída no rio Xingu, no Pará, ficou menor. Dos 11,5 mil megawatts que devia ter, poderá ficar com potência nominal entre 7,5 mil … Continuar lendo

A história na chapa quente (118)

A surpresa de Furnas: hidrelétricas no Madeira (Textos publicados no Jornal Pessoal 300, de abril de 2003. Assinalam os primeiros efeitos da ocupação do setor elétrico pelo PT, que devem ser relidos sob as luzes da Operação Lava-Jato) O rio prioritário para abrigar novas grandes hidrelétricas no governo Lula não é mais o Xingu, no … Continuar lendo

A história na chapa quente (115)

Padim Sarney, outra vez (Artigo publicado no Jornal Pessoal 297, de fevereiro de 2003) Ao deixar a presidência da República, em 1990, depois de cinco anos no cargo, José de Ribamar de Araújo Costa, que atende pelo nome político de José Sarney, manteve como reserva de mercado para si uma fatia do bolo de poder … Continuar lendo

Dias Leite e a Amazônia

O engenheiro Antonio Dias Leite foi ministro de Minas e Energia no pior período da ditadura militar, o governo do general Médici, entre 1969 e 1974, mas ao morrer na semana passada, no Rio de Janeiro, aos 97 anos, suas mãos estavam limpas. Como esse aparente paradoxo é possível? Só encontro uma explicação: não havia … Continuar lendo

Belo Monte vai parar de novo?

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou, hoje, a suspensão da licença de operação da usina hidrelétrica de Belo Monte. A Corte Especial acatou recurso do Ministério Público Federal por nove votos a cinco, seguindo o relator.   A justiça federal do Pará já determinou a suspensão da licença de operação da usina, emitida … Continuar lendo

A China chegou

Se os negócios continuarem a evoluir como estão evoluindo, os chineses serão os donos da infraestrutura da Amazônia na passagem para a próxima década. Eles já controlam as linhas de transmissão de energia que saem da maior hidrelétrica inteiramente nacional (e a terceira do mundo), Belo Monte, tanto para o sul quanto para o norte … Continuar lendo

Mais uma linha chinesa

A empresa chinesa State Grid já obteve a licença prévia do Ibama para começar a construir aquela que será a maior linha de transmissão de energia do mundo. Com 2.518 quilômetros de extensão, ela ligará a hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Pará, a Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, passando por 78 … Continuar lendo