//
Arquivos

Igreja

Esta categoria contém 54 posts

A violência sem fim

Chacina do Xingu: a morte e a morte tantas vezes anunciadas nas terras do Pará Rogério Almeida Um riomar de sangue transborda por todos os quadrantes da História da “conquista” da Amazônia, onde o saque, a pilhagem, as violências representam elementos estruturantes. Execuções, assassinatos, chacinas constam por todo o território, a exemplo do recente caso … Continuar lendo

Memória – Igreja comunista?

Em novembro de 1976, o jornal Correio Braziliense publicou uma entrevista com o padre Maboni, na qual ele dizia que a Igreja da Amazônia estava infiltrada por esquerdistas e que sua pastoral era subversiva. Um mês depois, em carta enviada à Regional Norte II da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), o padre, que … Continuar lendo

Memória – Conflito militares e Igreja

Em outubro de 1976, um destacamento com 18 soldados da Polícia Militar do Pará foi emboscado por posseiros que ocupavam parte do Loteamento Itaipavas, em Perdidos, na época pertencente ao município de São Geraldo do Araguaia, no sul do Estado. Dois militares foram mortos. Eles iriam dar segurança a topógrafos do Incra (Instituto Nacional de … Continuar lendo

Memória – A Igreja das estradas

No início da década de 1980, a Igreja dispunha de 3.840 sacerdotes e religiosos para atuar nos 5,4 milhões de quilômetros quadrados da Amazônia Legal, que contava, na época, com 13 milhões de habitantes. Em média, cada padre era obrigado a atender mais de 10 mil habitantes, numa área de mais ou menos mil quilômetros … Continuar lendo

A luta pela terra na Amazônia

Por Rogério Henrique de Almeida Raimundo Ferreira Lima, mais conhecido como “Gringo” foi executado por pistoleiros em maio de 1980, em São Geraldo do Araguaia, sudeste paraense. O militante somava apenas 43 anos. Além de sindicalista em Conceição do Araguaia, Lima era agente da Comissão Pastoral da Terra (CPT).  Gringo foi o primeiro dirigente sindical assassinado na … Continuar lendo

Memória – Catedral restaurada

Depois de sete de trabalho, foi concluída, em 1957, a restauração da catedral de Belém. A princípio, o objetivo era só recuperar a nave central. Com muitas adesões, o serviço incluiu a igreja inteira. O comando inicial da obra foi do juiz do trabalho Raymundo de Souza Moura, que só se desligou da missão quando … Continuar lendo

Memória – Guerrilheiros no Capim?

Em agosto de 1968, o vigário de Irituia, Marino Conti, publicou uma carta defendendo o prefeito Flaviano Neris da Silva e mais de 300 colonos, acusados em artigo publicado na Folha do Norte de “guerrilheiros”, que estariam “tomando terras no município do Capim”. Na verdade, dizia o padre, “muitos deles nasceram nestas terras e os … Continuar lendo

As doações milionárias à “igreja”

O escândalo do golpe com bitcoins chegou à Igreja Universal do Reino de Deus. Sua direção ainda não conseguiu explicar como um de seus memnros, que ingressou na entidade em 1003 (e teria saído “logo depois”, sem a indicação da data em que isso ocorreu), mesmo assim tenha continuado a manter ligação com a organização … Continuar lendo

Memória – Rabino centenário

Em 14 de setembro de 1968, o rabino Isaac Melul completou um século de vida, comandando família com nove filhos, 28 netos, 16 bisnetos, e, por 56 anos, a comunidade israelita do Pará. Saiu de Tanger, no Marrocos, onde nasceu, quando tinha 18 anos. Estabeleceu-se como comerciante em várias cidades do baixo Tocantins, como Cametá … Continuar lendo

Cumplicidade

Os dissidentes da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola não acusam o chefão, bispo Edir Macedo, de cisma ou de divergência teológica qualquer. Acusam-no de lavagem de dinheiro, sonegação de impostos e – para se ter uma ideia da postura de Macedo num país africano – racismo. Não há, portanto, motivo algum de … Continuar lendo