//
Arquivos

Índios

Esta categoria contém 43 posts

Quem é o bandido?

A quem o ministro do meio ambiente, Ricardo Salles, queria favorecer quando sugeriu ao presidente Jair Bolsonaro aproveitar que as atenções gerais do país, em especial da imprensa, estavam concentradas na epidemia do coronavírus para simplificar a legislação ambiental. Salles adotou uma linguagem tão crua e direta que causou espanto ao ministro da Saúde, Nelson … Continuar lendo

O cacique Paulinho Payakan

Era um sábado de manhã. Eu estava na esquina da praça do Ferro de Engomar (Coaracy Nunes), em caminhada para a livraria Jinkings, junto com meu filho, Angelim. No cruzamento, o motorista de um automóvel do ano, esportivo, incrementado, buzinou, baixou o vidro elétrico da janela e me chamou. Ao me aproximar, vi quem era: … Continuar lendo

Agora somos todos índios

O antropólogo inglês Bruce Albert é uma pessoa admirável. Trabalha com os índios ianomâmis (ou yanomamis) desde 1975. De longuíssima duração, mesmo para os padrões da antropologia (e da etnologia, em particular), o seu trabalho não é intermitente nem efêmero. Bruce conhece profundamente essa tribo, não só por estudá-la, mas por partilhar a sua vida, … Continuar lendo

O Brasil que o Brasil não vê

Dois dos componentes da mal denominada civilização brasileira têm sido a matança dos habitantes nativos do país e a destruição da sua floresta original (mais a escravização – aberta ou disfarçada – da mão de obra, sobretudo a não qualificada). Há meio século acompanho essa destruição. Sempre tive a esperança de dar a minha microscópica … Continuar lendo

Massacre dos guajajara

O WWF-Brasil, organização da sociedade civil de atuação mundial, divulgou a nota que transcrevo a seguir, retrato das tragédias e dramas que se têm abatido sobre os índios guajajara do Maranhão: É com pesar, preocupação e indignação que o WWF-Brasil recebe a notícia do assassinato de mais uma liderança da Terra Indígena Araribóia, no centro-oeste … Continuar lendo

Os novos hunos

A Floresta Nacional de Altamira, no Pará, perdeu mais cobertura florestal em 2019 do que durante os 18 anos anteriores juntos, segundo dados de satélite da Universidade de Maryland. Criada em 1998 numa área de 725 mil hectares, ela se tornou a maior área de concessões florestais do Brasil, com a extração licenciada de madeira, … Continuar lendo

Para Davos ver

O presidente Jair Bolsonaro tirou, hoje, da cartola de mágico da internet dois coelhos: o Conselho da Amazônia e a Força Nacional Ambiental. Criaturas que demandariam tempo, reflexão e debates para poderem existir legitimamente, surgiram um dia depois que o Brasil foi criticado pelos países mais ricos do mundo. Reunidos na suíça Davos Platz, sob … Continuar lendo

Caminho do inferno

A constituição estabelece que a exploração das terras indígenas “só pode ser efetivada com autorização do Congresso Nacional, ouvidas as comunidades afetadas, ficando-lhes assegurada a participação nos resultados da lavra”. O texto é claro, conforme grifei, sem deixar de ser extremamente polêmico. Os índios e o parlamento precisam ser ouvidos, mas só os político federais … Continuar lendo

Índias premiadas

Fiquei feliz ao saber que dois fotógrafos de Santarém foram premiados em um concurso Latino-americano de fotografia de família. A imagem é de uma mãe indígena amamentando, captada pelo casal Bárbara Pereira e Naum Almeida em setembro, num ensaio de Larissa Borari, da etnia Borari, com sua filha, Jawara. Foi o primeiro concurso do qual … Continuar lendo

Belo Monte: drama e tragédia

A hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, é a quarta maior do mundo, a segunda maior do Brasil (é a primeira inteiramente nacional, já que metade de Itaipu, a segunda maior do planeta, é do Paraguai). A última das suas 18 gigantescas turbinas será instalada até o final do ano, completando a sua motorização. Cada … Continuar lendo