//
Arquivos

Indústria

Esta categoria contém 14 posts

Albrás

A Albrás, fábrica de alumínio instalada em Barcarena, uma das maiores do mundo, conseguiu um lucro líquido no ano passado de 121 milhões de reais. A diretoria da empresa decidiu distribuir, como dividendos estatutários, metade do valor (R$ 58 milhões), depois dos abatimentos legais. A outra metade foi constituída como reserva de investimentos, “com a … Continuar lendo

Indústria diferente

Em um vistoso anúncio de página inteira, veiculado hoje para comemorar o dia da indústria, a Hydro se inclui entre as empresas “que fazem a diferença”. Aponta em que consiste essa diferença ao longo do ciclo de produção do alumínio metálico. Começa na lavra de bauxita em Paragominas, na qual implantou metodologia pioneira “que elimina … Continuar lendo

A fantasia do Pará industrial

“O setor que responde pelo aumento constante do PIB é a indústria”. É ela também “que faz a arrecadação de impostos, taxas e royalties subir cada vez mais”. Dessa forma, “contribui para que haja mais investimentos públicos e privados”. É por isso que o Estado “é mais com a indústria. Cada vez mais”. Com essa … Continuar lendo

Memória – O alumínio

Anúncio da CBA do grupo Ermírio de Moraes, de janeiro de 1964, 20 anos antes de entrar em funcionamento a primeira indústria de alumínio no Pará, a Albrás, em Barcarena, a 50 quilômetros de Belém. A Albrás, agora controlada pela norueguesa Norsk Hydro, em associação com um consórcio japonês, produz 445 mil toneladas de lingotes … Continuar lendo

Se ficar… Se sair…

Reproduzo o segundo artigo de Rogério Almeida sobre o caso de um casal de idosos com a Hydro/Alunorte. _______ HYDRO E A ENCRUZILHADA DA INDIGNIDADE Ou compra o imóvel ou mantém o tratamento de câncer – em resumo esse foi o ultimato de uma das maiores empresas do mundo a casal de idosos em Vila … Continuar lendo

Facepa: já era

O presidente da Facepa (Fábrica de Papel da Amazônia), Luiz Renato Costa Bueno, comunicou, hoje, um fato relevante: a Facepa acabou. Por enquanto, em razão social, que passa a ser da Suzano, de São Paulo. A medida, além de racionalizar as atividades da empresa em Belém, segundo o comunicado, permitirá economia de 20 mil reais … Continuar lendo

Drama em Vila dos Cabanos

Espero que a Alunorte se disponha a esclarecer a denúncia que o professor universitário e pesquisador Rogério Henrique de Almeida fez em seu blog e que reproduzo a seguir. É um drama humano que merece toda atenção. _________________________ A Alunorte ameaça de despejo um casal de idosos de uma de suas casas na Vila dos … Continuar lendo

Biopalma: jogo de interesses

O Centro das Indústrias do Pará publicou, hoje, uma nota oficial (paga, provavelmente), com destaque, apenas em O Liberal. Na nota, o CIP pede esclarecimentos à mineradora Vale sobre a venda do controle acionário da empresa Biopalma da Amazônia, que detém 56.000 hectares de plantio da palma, assim integrando “cadeia do agronegócio estratégica para o … Continuar lendo

Memória – Tecejuta

O amigo Cristovam Sena, diretor do Instituto Cultural Boanerges Sena, instituição particular que é a mais importante fonte de informações sobre Santarém e o Baixo Amazonas, por ele criada, homenageando o pai, me mandou, hoje, este documento. É uma mensagem que meu pai, Elias Pinto, escreveu em 7 de julho de 1964, quando tinha 39 … Continuar lendo

O maior blecaute

A região metropolitana de Belém, o maior adensamento humano da Amazônia, com 2,2 milhões de habitantes, fica a apenas 350 quilômetros da hidrelétrica de Tucuruí, mas está sujeita a interrupções de energia a cada ano. Quase 30 anos atrás sofreu um apagão que durou 12 horas, atingindo o Estado inteiro. Muito maior e mais grave do … Continuar lendo