//
Arquivos

Militares

Esta categoria contém 61 posts

Para onde?

A América Latina que conheci se dividia entre os países nos quais o poder era um bem patrimonial de algumas famílias (e seus partidos duais, conservadores e liberais, brincando na gangorra viciada do governo), insaciáveis em sua voracidade e insensíveis em seu elitismo; e países que tinham uma atenuação desse patrimonialismo colonial na forma de … Continuar lendo

O fim – ao fim

Em outubro, foi registrada a menor quantidade de queimadas para esse mês desde o início da série histórica, em 1998. O satélite monitorado pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) detectou 7.855 focos de fogo na região. Foi uma redução de 26,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Até então, o outubro com … Continuar lendo

Sem disfarce

Bolsonaro e os seus três filhos políticos não são democratas. Pelo contrário, a democracia é uma camisa de força para eles. Sua fúria autoritária e totalitária mal consegue ser contida por essa peça de imobilização, sem a qual poderiam destruir a estrutura que lhes permitiu chegar onde se encontram. Afinal, foram eleitos pelo voto do … Continuar lendo

Coro de tragédia

Jair Bolsonaro reagiu como pai e não como presidente da república à afirmativa do caçula de 35 anos, o deputado federal Eduardo, que ameaçou a radicalização da esquerda, na avaliação dele, com um novo AI-5. Disse que o filho está sonhando. Não sonha, não: está delirando num pesadelo. Argumentou que o AI-5 surgiu (no final … Continuar lendo

Violência total

Os criminosos comuns não respeitam mais nem os quartéis. Como acontece com as casas e estabelecimentos comerciais dos cidadãos comuns, as instalações militares estão sendo cada vez mais cercadas por altos muros e seus apetrechos de segurança. Todos têm que se resguardar dos ataques dos bandidos. A Marinha teve, na madrugada de ontem, que aceitar … Continuar lendo

Velho e novo colonialismo

Dizer que o pernambucano José de Moura Cavalcanti era o presidente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) era dizer pouco. Mas em 1971 ele se tornou o gestor do maior latifúndio do mundo. Por um ato de força, na forma de decreto-lei (o poderoso executivo usurpando função do legislativo amordaçado), o general … Continuar lendo

Luz e sombra: o claro enigma

Em 1983, quando servia, como tenente, no quartel do 8º Grupo de  Artilharia de Campanha Paraquedista, no suburbano bairro de Deodoro, na zona oeste do Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro conseguiu convencer três tenentes e dois sargentos para uma aventura. Aproveitando as suas férias, foram explorar um garimpo próximo à cidade de Jacobina, na Bahia. … Continuar lendo

De volta ao fim

“O interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no minério”. Foi uma das frases mais fortes que Jair Bolsonaro disse hoje, num discurso que fez para garimpeiros de Serra Pelada em frente ao Palácio do Planalto, onde o presidente recebeu representantes do grupo, integrantes da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de … Continuar lendo

O rei nu

Em 1972, o mundo se reuniu pela primeira vez em conjunto para discutir sobre a relação entre o desenvolvimento e o meio ambiente. O local da conferência não poderia ser mais indicado do que Estocolmo, a capital da Suécia, padrão da qualidade de vida no planeta. Um dos temas centrais era a Amazônia, de volta … Continuar lendo

Por que não te calas?

Toda a atual celeuma sobre a Amazônia, com seus absurdos, desinformações, deformações e tudo mais, inclusive boas intenções, não existiria se o presidente Jair Bolsonaro, nos seus rompantes irracionais, não tivesse negado os resultados do monitoramento das queimadas pelo Inpe com seu “achismo” autoritário, de capitão-do-mato. Era uma estultice, além de um absurdo, uma bizarria. … Continuar lendo