//
Arquivos

Sem categoria

Esta categoria contém 283 posts

O Pará de Patroni aos 19 anos

Publico abaixo um documento de grande importância para a história do Pará e da Amazônia, em particular da cabanagem e dos “motins políticos”. É uma carta que Felipe Patroni escreveu em 1817, quando tinha apenas 19anos. Fazia então o segundo ano jurídico na Universidade de Coimbra, em Portugal. A carta virou artigo e foi publicada … Continuar lendo

À luta, cepeceanos!

Repasso, como a recebi, a convocação de Dulce Rosa Rocque aos cepeceanos e ex-cepeceanos para a luta pelo Colégio Estadual Paes de Carvalho. _____ A primeira instituição de educação pública do Pará, o Liceu Paraense, foi criada em 1841 pelo Visconde Bernardo de Sousa Franco que presidia a então Província do Pará.  Nos anos trinta do século … Continuar lendo

Belém que já foi

O º

Só existe uma abreviatura de professor na língua portuguesa: é prof. Mas na fachada do fórum cível de Belém está grafado profº Daniel Coelho de Souza. O acréscimo indevido poderia ser eliminado na homenagem a um dos maiores (e dos raros, de verdade) juristas paraenses.

Voltando

Por motivos técnicos, estive fora do mundo digital nos dois últimos dias. Estou voltando – ou tentando – com a música homônima de Chico Buarque ao fundo.

Pessoal

O governador Helder Barbalho sancionou os tão ansiados (pelos beneficiados) planos de carreiras, cargos e remunerações para 1.217 servidores públicos. Desse total, 616 são da Secretaria da Fazenda, 485 da Secretaria de Planejamento e Administração e 116 da Procuradoria Geral do Estado. A soma é menos da metade dos 2.602 funcionários do Banco do Estado … Continuar lendo

A muralha da UFPA

Foi com alegria e inveja que noticiei a doação de todos os documentos, produzidos durante meio século pela Icomi na exploração de uma das melhores jazidas de manganês do mundo, por doação à Universidade Federal do Amapá pelo último presidente, Ortiz Vergolino. Alegria porque os documentos estão salvos e servirão de fonte para a pesquisa … Continuar lendo

Cachês: mais R$ 1.2 milhão

O presidente da Fundação Cultural do Pará, Guilherme Relvas D’ Oliveira, sacou mais 1,2 milhão de reais (R$ 1,191 milhão) para pagar cachês artísticos a cantores e bandas, que se apresentarão virtualmente ou através do canal do youtube. São mais 12 contratos, assinados sem licitação pública, considerada inexigível, com intermediários com CNPJ, que representam os … Continuar lendo

Mortes

Lamento as mortes – tão precoces – do arquiteto Flávio Nassar e do ex-parlamentar Anivaldo Vale, ocorridas ontem. Minha solidariedade para com as duas famílias.

Democracia verdadeira

Das quatro ordens que o ministro Alexandre de Moraes, como presidente do Tribunal Superior Eleitoral, deu ao Telegram, uma é inquestionavelmente legal e necessária: o aplicativo russo teria que indicar um seu representante no Brasil, pessoa física ou jurídica. A segunda é de natureza subjetiva e, por isso, controversa: demonstrar que está combatendo a desinformação … Continuar lendo