//
Arquivos

Sem categoria

Esta categoria contém 97 posts

As rainhas

A maior promoção social do grupo Liberal é o concurso Rainha das Rainhas do Carnaval, que foi herdado da Folha do Norte e realizam desde 1966, quando Romulo Maiorana comprou o jornal de Paulo Maranhão, O destaque e a atenção que a empresa dispensa ao evento vai além do seu cinquentenário sob sua condução. Parece … Continuar lendo

O coronel Neves

Você acredita que os filhos do diretor do presídio possam jogar livremente com os presos na quadra de esportes interna? A situação é totalmente impensável nos nossos dias. Mas acontecia nos anos 1960. O diretor do presídio São José, o único de Belém, na praça Amazonas/Pará (onde está agora o Espaço São José Liberto, dedicado … Continuar lendo

Abaixo o recesso

O recesso forense neste período de transição de um ano para outro vai durar mais de duas semanas. Ou exatamente 17 dias ininterruptos (de 20 de dezembro a 6 de janeiro), enquanto para os “menos iguais” será de, no máximo, quatro dias. Mas dias expandidos pela coincidência das duas datas festivas – natal e ano … Continuar lendo

A super-filha

No passado dia 13 o Diário Oficial do Estado publicou o extrato de um contrato entre a Fundação Propaz e a OS Pará 2000. A fundação pagaria 9,4 mil reais pela cessão do Teatro Maria Sylvia Nunes como palco para o Dança Pará Festival. A primeira questão: o último dia do espetáculo, de 5 a … Continuar lendo

“Rominho” voltou

Romulo Maiorana Júnior retornou, hoje, ao cargo de presidente executivo de Delta Publicidade, do qual seus irmãos o destituíram no dia 30 de setembro. Ao menos, é assim que ele aparece de novo no expediente no cabeçalho da capa da edição de O Liberal, ao lado da mãe, Lucidéa Maiorana, que é presidente da empresa. … Continuar lendo

Sem energia

Às 10 horas da manhã de sexta-feira, 6, a Celpa cortou a energia de todos os veículos de comunicação do grupo Liberal. O corte foi efetuado sem aviso prévio, como tem sido a norma da concessionária, por falta de pagamento. A energia foi restabelecida às 10 horas da noite, depois de entendimentos entre a Celpa … Continuar lendo

O assalto e a política

O Diário do Pará continuou a sustentar, na sua edição de hoje, que o assalto ao Mirai Office rendeu aos seus autores seis milhões de reais, dos quais R$ 3 milhões teriam sido obtidos no escritório comercial de  Ricardo Souza, genro do governador Simão Jatene. O jornal atribui a informação a “fontes da Secretaria de … Continuar lendo

A história na chapa quente (325)

Caso Maluf: o acerto, afinal (Artigo de certa forma premonitório, publicado no Jornal Pessoal 323, de maio de 2004) Não há crime perfeito. O criminoso sempre volta ao local do crime. Esses são dois dos axiomas fundamentais da criminologia. O caso Paulo Salim Maluf parece confirmá-los. O ex-governador de São Paulo deu a três das … Continuar lendo

A história na chapa quente (324)

O fogo, outra vez (Publicado no Jornal Pessoal 323, de maio de 2004) O espanto tomou conta dos cientistas da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, quando, no dia 1º de setembro de 1987, eles viram a imagem transmitida pelo satélite NOAA-9, em órbita da Terra, a 833 quilômetros de distância. Ao longo das … Continuar lendo

Ah, a nação!

A Operação Lava-Jato, que agora chega às telas dos cinemas, virou uma guerra de estrelas. Todos querem aparecer. Todos querem ser os salvadores da pátria. Todos combatem todos. Ainda há preocupação pelo interesse público e com o grave problema da corrupção no Brasil. Mas as vaidades estão interferindo no transcurso da história e causando prejuízos … Continuar lendo