//
Arquivos

tráfico de drogas

Esta categoria contém 23 posts

Quem matou Andreza?

A morte de Andreza Castro de Souza, no dia 13, foi uma execução. Quem a teria praticado? O Partido Comunista do Brasil, ao qual ela se filiou para disputar a eleição do ano passado, sem conseguir o mandato de vereadora em Belém, diz que ela foi mais uma vítima da violência e do extermínio, “seja … Continuar lendo

Andreza, a quase-miss

A senhorita Andreza foi a campeã dos acessos e comentários em toda história deste blog. Não por ter participado do Big Brother nem por possuir um cãozinho de raça, saber fazer quitutes tirados de um livro para gourmet ou por causa de um selfie em Paris. Andreza conseguiu finalmente a grande fama que buscava ao … Continuar lendo

Arquivo morto

Eram oito horas da noite. A “senhorita Andreza” caminhava com uma prima pela avenida Independência, na Cabanagem, bairro limítrofe entre Belém e Ananindeua, com 40 mil habitantes. Uma motocicleta com dois homens, sem capacete nem capuz, se aproximam. Andreza começa a correr, procurando fugir. Está próxima da sua casa, numa das muitas vielas da região … Continuar lendo

Vida breve

Andreza Ariani Castro de Souza se tornou famosa nas redes sociais ao postar um vídeo, que ela mesma gravou em selfie. Com voz e expressões características do mundo do crime, ela convidou quem se interesse por uma festa. Mesmo sugerindo bebida e droga à vontade para quem aceitasse o convite, garantia que não ia haver … Continuar lendo

Morta senhorita Andreza

Andreza Ariani Castro, que ficou conhecida como senhorita Andreza,foi baleada por dois homens, que a perseguiram numa motocicleta. Ela tentou fugir, mas foi alcançada, baleada com cinco tiros na cabeça e nas costas e morreu, agora à noite, no bairro da Cabanagem. A polícia está fazendo o levantamento do local. Ainda não se tem maiores … Continuar lendo

O uso da informação

A partir de dezembro de 1991 publiquei no Jornal Pessoal uma série de matérias sobre a penetração no narcotráfico internacional em Belém, especialmente na camada de mais alta renda da capital paraense. O fato motivador foi o assassinato de Bruno Meira Matos. Em maio de 1992, a Polícia Federal fez a maior apreensão de cocaína … Continuar lendo

Igarapé-Miri protesta

Os habitantes de Igarapé-Miri devem ter interditado agora de manhã a rodovia PA-151. É o protesto que decidiram fazer contra a epidemia de violência que grassa no município há alguns anos. Uma das suas manifestações recentes de maior impacto ocorreu na semana passada. Uma criança foi baleada e morta, revoltando os moradores. Eles já nada … Continuar lendo

A ameaça dos (e nos) presídios

O juiz Luís Carlos Honório de Valois Coelho, da vara de execução penal do Amazonas, passou cerca de seis horas, no dia 1º, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, intermediando a negociação com os presos rebelados. Conseguiu a libertação de três dos 10 reféns, além da promessa de que outros dois seriam soltos … Continuar lendo

Um juiz em defesa do direito

O juiz Luís Carlos Honório de Valois Coelho, titular da vara de execução penal da justiça do Amazonas se tornou nacionalmente (e talvez internacionalmente) conhecido ao intermediar a liberação dos reféns dos presos que se rebelaram na penitenciária de Manaus, no dia 1º, a pedido da secretaria de Segurança Pública. Logo em seguida, o jornal … Continuar lendo

Penitenciária não é lugar de criminoso

Meu artigo publicado hoje no site Amazônia Real, http://www.amazoniareal.com.br . Igarapé Miri, a 80 quilômetros de Belém, no Pará, é o município que mais produz e exporta açaí no mundo. É também conhecido como um lugar cada vez mais violento, em contraste com seu passado ribeirinho, marcado pela vida lenta, ao sabor dos rios amazônicos. … Continuar lendo