//
Perfil

Lúcio Flávio Pinto

 

Jornalista profissional desde 1966. Percorreu as redações de algumas das principais publicações da imprensa brasileira. Durante 18 anos foi repórter em O Estado de S. Paulo. Em 1988 deixou a grande imprensa. Dedicou-se ao Jornal Pessoal, newsletter quinzenal que escreve sozinho desde 1987, baseada em Belém

No jornalismo, recebeu quatro prêmios Esso e dois Fenaj, da Federação Nacional dos Jornalistas. Por seu trabalho em defesa da verdade e contra as injustiças sociais, recebeu em Roma, em 1997, o prêmio Colombe d’oro per La Pace e, em 2005, o prêmio anual do CPJ (Comittee for Jornalists Protection), de Nova York.

Tem 21 livros individuais publicados, todos sobre a Amazônia, os últimos dos quais Amazônia Decifradada e A Questão Amazônica. É co-autor de numerosas outras publicações coletivas, dedicadas à Amazônia e ao jornalismo. Recebeu o Prêmio Wladimir Herzog de 2012 pelo conjunto da sua obra. Foi considerado pela ONG Repórteres Sem Fronteiras, com sede em Paris, como um dos mais importantes jornalistas do mundo, o único selecionado no Brasil para essa honraria.

É sociólogo, formado pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1973). Foi professor visitante (1983/84) do Centro de Estudos Latino-Americanos da Universidade da Flórida em Gainesville, EUA. Foi professor visitante no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos e no Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal do Pará.

Discussão

88 comentários sobre “Perfil

  1. Professor,
    Sou presidente do Clube Ecológico da Amazonia que fica localizado na Ilha da Fortaleza – um “paraíso ecológico” entre os municipios de Salinópolis e São João de Pirabas. No decorrer dos últimos dois anos a ilha está sendo sistematicamente invadida em movimentos coordenados por ambos os prefeitos locais – que agora passaram a nos afrontar diretamente desmatanto toda a ilha e colocando grilheiros para “fomentar o turismo” na região. A prefeita já montou até um restaurante no local… nossos funcionários estão sendo ameaçados após tentativa falha de estorção. Nós já entramos com uma ação cícil pública na 9ª Vara Federal Ambiental e Agrária da SJPA mas nossos advogados me sugeriram buscar meios de imprensa pois já não se pode contar com os órgãos públicos no Brasil. Temos áudio de tal extorsão por parte dos funcionários da prefeitura, decreto ilegal que acabaram de assinar “despejando” o clube da ilha, enfim… farto material coletado. Mas que já me disseram que a mídia tradicional local está dominada pelo governador – que é do mesmo partido (MDB) da prefeita de Pirabas.
    Eu nunca tive experiência com tais situações… cheguei ao senhor por um colega e me surpreendi muito positivamente com o seu trabalho.
    Gostaria muito de poder conversar contigo e receber algumas orientações de como reagir. Meu email luis@prazeresdacasa.com.br e meu contato no whatsapp +4917627379852
    Agradeceria muito ter um contato para podermos falar.

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por prazeresdacasa | 28 de outubro de 2021, 13:11
    • Meu e-mail é lfpjor@uol.com.br
      Prepare um ofício bem detalhado comas informações que forneceu e o leve ao Ministério Público para registrar como queixa. Entre em contato com a TV Globo, que é muito sensível às questões ecológicas. Eles podem fazer uma reportagem para o programa de sábado. Pode me mandar mais dados pelo e-mail e tratarmos da questão.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 28 de outubro de 2021, 14:21

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: