//
Arquivos

Colonização

Esta categoria contém 102 posts

A história interrompida

Prossigo a série de artigos, iniciada na semana passada (A paixão amazônica), com os quais espero fazer uma reflexão crítica de um passado ainda recente, mas já considerado irremediável pelos que se apossaram da Amazônia, nacionais ou estrangeiros. ________________________ Em 1956, o Brasil sediou o 18º Congresso Internacional de Geografia. Uma das excursões de campo … Continuar lendo

A paixão amazônica

As necessidades de guerra fizeram o mundo voltar à Amazônia na metade da década de 1940. Desta vez, tanto para se suprir de borracha, cujo acesso fora bloqueado no Oriente pelo ingresso do Japão na Segunda Guerra Mundial, quanto para estabelecer na região amazônica uma base definitiva de ação. Não foram apenas os estrangeiros, entretanto, … Continuar lendo

Mais próximo o fim da Amazônia

As estradas se tornaram a arma mais mortífera na Amazônia. Uma vez aberta uma para permitir o acesso humano a áreas dominadas pelos elementos da natureza e pequenas nucleações humanas espalhadas pelo seu interior, principalmente à margem dos cursos d’água, segue-se o desmatamento, as queimadas, a alteração ou destruição dos elementos naturais (encarados como entraves … Continuar lendo

De que servem os medalhões?

Publico uma versão resumida da extensa resposta que dei a Paulo de Tarso Alvim, numa polêmica travada em 1977, através da minha coluna diária no jornal O Liberal, de Belém do Pará. Certa vez, durante um debate acadêmico na Escola de Sociologia e Política de São Paulo, uma professora da cadeira de sociologia rural ficou … Continuar lendo

O valor da Amazônia (2)

(Concluo o artigo de 1977, que comecei a transcrever na semana passada) As proposições de Paulo de Tarso Alvim se dirigem para a grande empresa, a única capaz de conduzir os plantios comerciais com as técnicas sugeridas e nas dimensões estabelecidas, inclusive porque o apoio governamental se concentra nelas. Porém, mesmo as estatísticas oficiais disponíveis … Continuar lendo

O Pará: 150 anos atrás

O Brasil tinha menos de 10 milhões de habitantes (9.930.478) 150 anos atrás, quando foi realizado o primeiro recenseamento, em 1872. Os escravos representavam mais de 15% de toda população (eram 1,5 milhão). O Pará possuía menos de 250 mil habitantes (249.074), distribuídos em 11 comarcas: Belém (88.377), Breves (30.390), Vigia (27.065), Cametá (26.690), Santarém … Continuar lendo

O valor da Amazônia

Em 1977, há 45 anos, portanto, analisei a visão de uma das maiores autoridades mundiais em agricultura nos trópicos úmidos sobre a melhor maneira de ocupar e utilizar os recursos naturais da Amazônia. Ao seu estilo, enfático e categórico, quase arrogante (mas não como algumas das estrelas nacionais e internacionais do debate), sustentada por seu … Continuar lendo

A colônia no lugar do paraíso

A pergunta vai e volta, conforme o movimento cíclico da maré de interesse sobre a região: há vida inteligente na Amazônia? Hoje, o questionamento é mais simbólico e metafórico. Mas já foi concreto e real – e essa dúvida não é remota. Sob cuidados e manipulações, persiste. A partir de 1966, os militares, desde dois … Continuar lendo

O título e o voto

O ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento anunciou hoje, em Paragominas, que mais de 30.201 famílias de agricultores de assentamentos e glebas públicas federais no Pará receberão, a partir desta quinta-feira, o título de propriedade rural. “A ação faz parte da Campanha Abril Verde e Amarelo, lançada pelo Governo Federal, e que já contemplou famílias … Continuar lendo

O Pará que pouco (ou nada) conhecemos

Eldorado dos Carajás passa a ser a sede da 25a Companhia Independente de Polícia Militar, subordinada ao Comando de Policiamento da Regional II, de Marabá, criada por decreto do governador Helder Barbalho, publicado na edição de hoje do Diário Oficial. O objetivo é “atender com maior eficiência e eficácia a execução das ações de polícia … Continuar lendo