//
Arquivos

Terras

Esta categoria contém 37 posts

Violência & violência

Frustrou-se a sessão que a comissão externa da Câmara Federal, encarregada de apurar a morte de 10 pessoas no sul do Pará por policiais civis e militares, no dia 24, programou para hoje de manhã, em Belém. O deputado federal e delegado Éder Mauro, do PDS, discutiu asperamente com o deputado estadual Carlos Bordalo, do … Continuar lendo

O massacre

Os homens que ocupavam o acampamento na fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, eram criminosos. Já haviam invadido a propriedade, depredado suas instalações, matado um vigilante e baleado outro, resistido a uma ordem judicial de reintegração do fazendeiro na propriedade do imóvel. Eles estavam bem armados. Montaram trincheiras ao redor do acampamento e instalaram armadilhas … Continuar lendo

O governador na retaguarda

O governador Simão Jatene demorou toda uma semana para se manifestar publicamente sobre a matança do dia 24 na fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, no sul do Pará. Mas não o fez, ontem, através de entrevista coletiva à imprensa ou por uma cadeia de emissoras de rádio e televisão. Seu pronunciamento foi na forma … Continuar lendo

A história na chapa quente (226)

O pistoleiro matou e fugiu. A justiça acabou ajudando (Artigo publicado no Jornal Pessoal 310, de outubro de 2003, mostra como é antiga e sem mudança o conflito pela terra.) Era quase nove horas da noite do dia 13 de maio em Tucumã, cidade do sul do Pará, a 670 quilômetros de Belém, quando a … Continuar lendo

Fora do ar

A provável execução de 10 pessoas pelas polícias civil e militar do Pará em Pau D’Arco, no sul do Estado, no dia 24, que teve justificada repercussão mundial, mereceu hoje apenas uma curta nota em O Liberal. A coluna Repórter 70 se limitou a estranhar que a apuração do caso tenha sido entregue à Divisão … Continuar lendo

Pobre Pará

A maior preocupação do secretário de segurança pública do Pará, general Jeannot Jansen, na primeira declaração que fez sobre o conflito em Pau D’Arco, foi ressaltar que a polícia – civil e militar – não cumpria mandado de reintegração de posse. Ou seja: não ia desalojar os ocupantes da fazenda Santa Lúcia, como acontecera em duas … Continuar lendo

Estranha batalha

Entre 25 e 30 pistoleiros receberam a bala, na manhã de ontem, uma expedição de 26 homens das polícias civil e militar que iriam prender quatro acusados de homicídios e realizar atos de busca e apreensão autorizados pela justiça estadual. Os pistoleiros dispunham de pelo menos 11 armas de grosso calibre, sendo um fuzil 763 … Continuar lendo

A história na chapa quente (221)

O sangrento sul do Pará: entre imperícia e omissão (Publicado no Jornal Pessoal 309, de outubro de 2003) Entre 18 e 23 de agosto os procuradores Mário Lúcio de Avelar e Emerson Kalif Siqueira, do Ministério Público Federal, participaram de uma operação na região do Iriri, nos municípios de Altamira e São Félix do Xingu, … Continuar lendo

Grilagem premiada

O Senado aprovou, ontem, por 16 votos a 4, o relatório favorável à Medida Provisória 759, que agora será submetida à Câmara Federal. Seu conteúdo é polêmico, mas ainda não posso avaliá-la por completo porque não cheguei a concluir a leitura  e análise de todo texto. Os senadores andaram bem mais rápido, já que a MP é … Continuar lendo

História trágica: a de sempre

Eduardo Enéas Gustavo Galvão, um dos maiores antropólogos brasileiros, morreu em 1976, ainda cedo, com 55 anos. Seus últimos anos, como diretor do Museu Goeldi, em Belém, foram mais amargurados do que quando o golpe militar de 1964 o puniu com o afastamento da Universidade de Brasíli. Junto com ele, 300 professores também foram expulsos. … Continuar lendo