//
Arquivos

Terras

Esta categoria contém 39 posts

Falha do MP?

Os 13 policiais militares presos por envolvimento na execução de 10 posseiros (nove homens e uma mulher) na fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, tiveram participação no crime, que é de extrema gravidade. As provas da materialidade e autoria do delito estão contidas nos autos do processo. Mesmo assim, o juiz substituto da vara criminal … Continuar lendo

Policiais da chacina presos

Onze policiais militares e dois policiais civis foram presos hoje por ordem da justiça, a pedido do Ministério Público do Estado. Eles são acusados de participar da chacina de na fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, que resultou na morte de 10 trabalhadores rurais. A prisão, por enquanto temporária, com validade de 30 dias, prorrogáveis por … Continuar lendo

Violência & violência

Frustrou-se a sessão que a comissão externa da Câmara Federal, encarregada de apurar a morte de 10 pessoas no sul do Pará por policiais civis e militares, no dia 24, programou para hoje de manhã, em Belém. O deputado federal e delegado Éder Mauro, do PDS, discutiu asperamente com o deputado estadual Carlos Bordalo, do … Continuar lendo

O massacre

Os homens que ocupavam o acampamento na fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, eram criminosos. Já haviam invadido a propriedade, depredado suas instalações, matado um vigilante e baleado outro, resistido a uma ordem judicial de reintegração do fazendeiro na propriedade do imóvel. Eles estavam bem armados. Montaram trincheiras ao redor do acampamento e instalaram armadilhas … Continuar lendo

O governador na retaguarda

O governador Simão Jatene demorou toda uma semana para se manifestar publicamente sobre a matança do dia 24 na fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, no sul do Pará. Mas não o fez, ontem, através de entrevista coletiva à imprensa ou por uma cadeia de emissoras de rádio e televisão. Seu pronunciamento foi na forma … Continuar lendo

A história na chapa quente (226)

O pistoleiro matou e fugiu. A justiça acabou ajudando (Artigo publicado no Jornal Pessoal 310, de outubro de 2003, mostra como é antiga e sem mudança o conflito pela terra.) Era quase nove horas da noite do dia 13 de maio em Tucumã, cidade do sul do Pará, a 670 quilômetros de Belém, quando a … Continuar lendo

Fora do ar

A provável execução de 10 pessoas pelas polícias civil e militar do Pará em Pau D’Arco, no sul do Estado, no dia 24, que teve justificada repercussão mundial, mereceu hoje apenas uma curta nota em O Liberal. A coluna Repórter 70 se limitou a estranhar que a apuração do caso tenha sido entregue à Divisão … Continuar lendo

Pobre Pará

A maior preocupação do secretário de segurança pública do Pará, general Jeannot Jansen, na primeira declaração que fez sobre o conflito em Pau D’Arco, foi ressaltar que a polícia – civil e militar – não cumpria mandado de reintegração de posse. Ou seja: não ia desalojar os ocupantes da fazenda Santa Lúcia, como acontecera em duas … Continuar lendo

Estranha batalha

Entre 25 e 30 pistoleiros receberam a bala, na manhã de ontem, uma expedição de 26 homens das polícias civil e militar que iriam prender quatro acusados de homicídios e realizar atos de busca e apreensão autorizados pela justiça estadual. Os pistoleiros dispunham de pelo menos 11 armas de grosso calibre, sendo um fuzil 763 … Continuar lendo

A história na chapa quente (221)

O sangrento sul do Pará: entre imperícia e omissão (Publicado no Jornal Pessoal 309, de outubro de 2003) Entre 18 e 23 de agosto os procuradores Mário Lúcio de Avelar e Emerson Kalif Siqueira, do Ministério Público Federal, participaram de uma operação na região do Iriri, nos municípios de Altamira e São Félix do Xingu, … Continuar lendo