//
Arquivos

Terras

Esta categoria contém 84 posts

A memória dos ativistas da terra

 (Artigo de Rogério Henrique de Almeida, no blog Furo) Luta pela terra no Pará: tese recupera trajetória de ativistas mortos na década de 1980 Gringo, Benezinho ativistas sindicais e o advogado Paulo Fonteles são os casos tratados  Os anos da década de 1980 são os mais sangrentos na luta pela terra no estado do Pará. … Continuar lendo

Paulo Fonteles, 33 anos depois

O ex-deputado estadual Paulo Fonteles foi assassinado em 11 de junho de 1987. Trinta e três anos depois, reproduzo matéria que ocupou quase toda primeira edição do Jornal Pessoal, três meses depois do crime. Até hoje, o mandante verdadeiro do crime permanece impune, embora em edição posterior do jornal o tenha denunciado. Foi o fazendeiro … Continuar lendo

A luta pela terra

Reproduzo a nota que o advogado Carlos Lamarão Correa escreveu no seu Facebook. Obviamente, são palavras de amigo. Ainda assim, ditas por alguém que conhece, como raros, as intrincadas questões, conceitos e problemas agrários e fundiários da Amazônia e do Brasil. Carlos tem autoridade técnica e atividade executiva de longos anos (como presidente do Iterpa … Continuar lendo

A grilagem que dá certo

A Amazônia foi um dos temas de maior importância ao longo dos 21 anos da ditadura militar. O regime induziu a aceleração e a ampliação da ocupação econômica da região, que ainda mantinha poucas ligações com o restante do país, recém-integrada ao país pelas estradas Brasília- Belém e Brasília-Acre, embora ocupasse dois terços do seu … Continuar lendo

Padre Josimo: 34 anos

Padre Josimo: há 34 anos o agente da CPT era assassinado em Imperatriz/MA Ricardo Rezende* (Publicado no blog Furo, de Rogério Henrique de Almeida) Em 10 de maio de 1986, padre Josimo Moraes foi assassinado em Imperatriz, Maranhão, por Geraldo Rodrigues da Costa, contratado pelo interesse do latifúndio. A União Democrática Ruralista – UDR – tinha … Continuar lendo

Gringo: 40 anos

Há 40 anos, em 30 de abril de 1980, Raimundo Ferreira Lima, o Gringo, um dos mais importantes dirigentes de sindicato rural do Pará, foi assassinado. Rogério Henrique Almeida registra a data histórica no seu blog (“Furo”) a dá uma boa notícia: o filho de Gringo, Alex Lima, apresentou sua dissertação sobre a luta pela … Continuar lendo

O Brasil que o Brasil não vê

Dois dos componentes da mal denominada civilização brasileira têm sido a matança dos habitantes nativos do país e a destruição da sua floresta original (mais a escravização – aberta ou disfarçada – da mão de obra, sobretudo a não qualificada). Há meio século acompanho essa destruição. Sempre tive a esperança de dar a minha microscópica … Continuar lendo

Massacre dos guajajara

O WWF-Brasil, organização da sociedade civil de atuação mundial, divulgou a nota que transcrevo a seguir, retrato das tragédias e dramas que se têm abatido sobre os índios guajajara do Maranhão: É com pesar, preocupação e indignação que o WWF-Brasil recebe a notícia do assassinato de mais uma liderança da Terra Indígena Araribóia, no centro-oeste … Continuar lendo

Reserva ameaçada no Xingu

A Verde Para Sempre, em Porto de Moz, no Pará, com 1,3 milhão de hectares, é a maior reserva extrativista do Brasil. Grandes produtores de gado e madeireiros tentam recuperar essas terras, que ocuparam ilegalmente de 1940 até 2004, quando foi assinado o decreto presidencial de criação do território e os expulsou da região. Os … Continuar lendo

Dantas: banqueiro, grileiro, latifundiário – e poderoso

Em 2008, as duas entidades patronais da agropecuária do Pará deram ao banqueiro Daniel Dantas duas honrarias: a medalha do mérito agropecuário e o título de pecuarista do ano. As homenagens foram prestadas justamente quando o dono da Agropecuária Santa Bárbara e do banco Opportunity, estava envolvido em numerosos crimes de colarinho branco, além de … Continuar lendo