//
Arquivos

Cultura

Esta categoria contém 897 posts

Freud responderá a Sobral

Finalmente, saiu a autobiografia de Raymundo Mário Sobral. O que não falta na trajetória do jornalista e escritor são histórias, sobretudo da fase pioneira da televisão no Pará, com a TV Marajoara dos Diários e Emissoras Associados de Assis Chateaubriand. Era quando toda a programação era direta, “ao vivo”, antes da chegada do vídeo-tape. E … Continuar lendo

Memória – O teatro na TV

Daniel Carvalho e Nilza Maria eram as maiores atrações do teleteatro Vitória, exibido pela TV Marajoara (canal 2), com o patrocínio de Victor C. Portela. (Valdir) Sarubby de Medeiros foi o responsável pela adaptação da obra, do original de Knut Hamsun (Prêmio Nobel de Literatura com o romance A Fome). A realização foi de Raimundo … Continuar lendo

Paraenses na música

Há paraenses participando das quatro lives sobre composição, compositoras e compositores brasileiros de vários lugares do Brasil, em Caminhos da composição, realização da equipe do Centro de Música do Sesc Vila Mariana, em São Paulo, entre 23 de julho e 13 de agosto, sempre às oito da noite. Os paraenses são Luiz Pardal e Dona … Continuar lendo

A poesia de Orlando Silva

Orlando Sampaio Silva foi um inesquecível diretor para aqueles que frequentaram as aulas do curso de ciências sociais da Universidade Federal do Pará, especialmente em 1968, o ano (que não terminou) das ocupações de faculdades em todo país. Bragantino por nascimento, beirando os 90 anos, 53 deles residindo em São Paulo, o velho professor continua … Continuar lendo

Nosso Soledade

Anos atrás, guiei o sociólogo José de Souza Martins em uma visita ao cemitério da Soledade, em Belém. Ao final, ele reconheceu que ali estava um dos mais belos cemitérios do Brasil. Dentre suas várias especialidades, Martins era um estudioso dos chamados campos santos. Sua opinião era qualificada. Finalmente (e felizmente), o governo do Estado … Continuar lendo

Memória – Fartura de menestréis

O grupo Os Menestréis era uma organização de poetas e compositores da terra. Em maio de 1967, eles realizaram o seu “Recital dos novos poetas paraenses”. O programa apresentava: “Primavera 2000”, de José Vilar, com interpretação de Cleodon Gondim; “Tempo de poesia”, de João de Jesus Paes Loureiro; poemas de Walter Pinheiro; “Ode a um … Continuar lendo

Poesia

Estas palavras eu as escrevi em 31 de março de 1971, numa São Paulo poluída no ar e na alma. Jornalista no Diário de S. Paulo e aluno da Escola de Sociologia e Política. Cometo o desatino de publicar o que escrevi, meio século depois, movido pelo impulso brechtiano de dizer algo aos que vieram … Continuar lendo

R$ 1 milhão sem licitação

A secretaria de Cultura do Estado deveria explicar porque é inexigível a licitação pública para a contratação “de empresa especializada para prestação de serviços emergenciais nas fachadas do Museu de Arte Sacra e Igreja de Santo Alexandre, de revisão e impermeabilização das calhas, dos tubos de descida das águas pluviais e dos rufos da cobertura, … Continuar lendo

O de sempre

À maneira de Pangloss Ontem, no cemitério de S. Francisco Xavier, tentou suicidar-se um velho escultor, e deixou em carta os motivos que o levaram a sair voluntariamente de uma vida em que entrou sem ser consultado, como toda a gente… Depois de narrar nessa carta as suas desditas, disse ele: “Parece que nesta terra … Continuar lendo

Brasil

“Brasil é um pirilampo azul nas trevas”. Verso de um dos IX sonetos da Inconfidência, de Ildásio Tavares (60 páginas, Lemos Editorial, SP, 1999). É “um novo conceito de linguagem poética aplicada à celebração de personalidades-símbolos da História brasileira”, segundo o crítico Fábio Lucas, a quem o livro é dedicado. Os poetas dizem por n[os … Continuar lendo