//
Arquivos

Cultura

Esta categoria contém 240 posts

A arte desnaturada

Há meses venho denunciando uma negociata envolvendo políticos, burocratas e artistas, a partir do uso, do abuso e do desvio de dinheiro transferido dos cofres públicos para os bolsos de artistas e, certamente, de mais pessoas, ainda ocultas. Dados e mais dados chocantes têm sido publicados neste blog, sob o silêncio completo das autoridades e … Continuar lendo

O cachê estatal

Os deputados aproveitam o acesso que têm às emendas parlamentares para destinar dinheiro para o pagamento de cachê artístico a artistas na capital e no interior. Os valores excedem – e muito – os padrões do mercado local e, em alguns casos, nacional. A esmagadora maioria desses artistas tem, quando muito, uma expressão paroquial. Mas … Continuar lendo

A história na chapa quente (340)

A morte do último Maranhão (e o fim da Folha do Norte) (Publicado no Jornal Pessoal 327, de agosto de 2004) A morte de Haroldo Maranhão, no mês passado, aos 77 anos, no Rio de Janeiro, colocou um ponto final na mais importante história do jornalismo paraense republicano: a história da Folha do Norte. Quem … Continuar lendo

Abílio, adeus

Eu tinha 17 anos e apenas alguns meses como jornalista em A Província do Pará, quando Abílio Couceiro me convidou para ser redator na sua agência, a Mercúrio Publicidade, em 1967. Talvez eu tenha sido um dos mais meteóricos funcionários da empresa. Não permaneci nela por mais de um mês. Era um excelente lugar para … Continuar lendo

Retrocesso

Pedofilia é crime e tem que ser punido exemplarmente. Mas os crimes cometidos pelo ator americano Kevin Spacey, com mais de duas décadas, prescreveram. Assim, ele se tornou inimputável. Se reincidir, tem que ser levado à justiça. Ele pediu desculpas públicas, alegou ser uma compulsão patológica e se dispôs a tratar-se. Por que, então, privar … Continuar lendo

A cidade e os livros

Os livreiros poderão voltar à praça da República amanhã. Mas sob nova regra. Dos seis que foram autorizados a expor seu material, apenas três poderão se estabelecer, sucedendo-se em duas escalas de três, mesmo assim, a título precário, como uma concessão, que poderá ser cancelada quando a administração municipal assim o entender. Os livreiros de … Continuar lendo

Dalcídio de volta

Depois de ter reeditado Ponte do Galo, que estava fora de alcance já há bastante tempo, a Pará Grafo Editora vai relançar mais dois livros de Dalcídio Jurandir que se tornaram raros: Os habitantes e Três casas e um rio. Como da outra vez, espera que os próprios leitores ajudem a financiar a edição, através … Continuar lendo

O velho Daniel

Daniel Coelho de Souza se formou em direito, pela então faculdade isolada do Pará, aos 21 anos. Foi em 1937, mais um dos anos que não terminou na república brasileira: Getúlio o interrompeu com um golpe de Estado, iniciando a ditadura do Estado Novo. O jovem Daniel começou imediatamente a advogar. Mas no ano seguinte … Continuar lendo

Livros na praça

A feira do artesanato da praça da República deve estar agora em pleno andamento. Com seus livreiros de novo, ou o expurgo deles pela prefeitura foi mantido? Para reavivar a memória do leitor, reproduzo o texto que Elielton Nicolau Amador escreveu sobre a questão, transformado em abaixo-assinado pelos livreiros. Quem tiver notícias do que acontece … Continuar lendo

Veto aos livros

Nem parece que o prefeito Zenaldo Coutinho se tornou membro da Academia Paraense de Letras com um livro de poesias, o segundo da sua bibliografia. Sua administração tem se caracterizado como perseguidora de livros, sem os quais não há o cultivo das letras. Parece que a Secon está voltando a vetar a praça da República … Continuar lendo