//
Arquivos

Cultura

Esta categoria contém 201 posts

A cultura? Só a oficial

Nenhuma palavra da administração municipal sobre a venda de livros usados na praça da República. O prefeito Zenaldo Coutinho, a quem me dirigi pessoalmente, também me ignorou. Além de criticar a diretriz adotada pela Secon no trato com esses verdadeiros agentes culturais, a par do seu negócio comercial, fiz sugestões concretas. Nada disso interessou ao … Continuar lendo

A história na chapa quente (236)

Cuba by Miller (Artigo publicado no Jornal Pessoal 316, de janeiro de 2004) Em quase meio século de Fidel Castro, milhares de pessoas foram ver o segredo dessa longevidade em Cuba, uma bela e pobre ilha que durante esse tempo todo tem desafiado o poder dos Estados Unidos, o maior do planeta, bem à ilharga … Continuar lendo

A cultura como biombo

O governo do Estado gastou mais de 1,2 milhão de reais em apenas 16 de dezenas de eventos musicais realizados na região metropolitana de Belém e no interior, com seu patrocínio compulsório. O pagamento é efetuado com inexigibilidade de licitação, mas a esmagadora maioria dos artistas e conjuntos contratados não possui qualquer notoriedade, capaz de … Continuar lendo

Prefeito: salve os livros

O Brasil ainda tem 13 milhões de analfabetos. Outros muitos milhões são analfabetos funcionais, aqueles que sabem ler e escrever, mas têm dificuldades de compreensão e expressão. O Brasil se comprometeu a erradicar o analfabetismo em 2021, mas não deverá cumprir a meta. Não cumpriu as últimas com as quais se comprometeu. Com a péssima … Continuar lendo

A Cracolândia por um paraense

Paulo Roberto de Faria Pinto é o último dos sete filhos (seis homens, um deles já falecido) de Elias e Iraci (de Faria) Pinto. É também o artista da família. Desde cedo se interessou por literatura, em particular, por teatro. Começou a carreira em Belém. Há mais de 20 anos atua em São Paulo, onde … Continuar lendo

A história na chapa quente (235)

O tesouro da Amazônia do padre João Daniel (Artigo publicado no Jornal Pessoal 316, de janeiro de 2004_ A vida do padre João Daniel (de 1722 a 1776) foi um mistério e uma tragédia. O mistério, que perdura até hoje: como é que uma pessoa absolutamente anônima em seu trajeto de vida deixa como legado, … Continuar lendo

Paulo e Maciste: uma obra de arte

Paulo Vieira e Maciste Costa criaram – talvez – o mais belo livro infantojuvenil já publicado no Pará, Pablo no mundo das nuvens. O texto de Paulo é uma poesia encantada, pela qual qualquer adulto sensível se sentirá atraído. Tem linguagem muito bem tratada e a pureza sem limites da criança, num conjunto precioso. A … Continuar lendo

A feira – e o livro?

O Liberal lançou hoje, encartada na sua edição normal, uma revista  dedicada à XXI Feira Pan-Amazônica do Livro, realização da Secretaria de Cultura do Estado, que começa hoje à noite. São 68 páginas, com seis de anúncios, dos quais quatro são do governo estadual. É uma edição oficiosa, com três fotos do secretário Paulo Chaves … Continuar lendo

O memorial do livro

Em 1967 convenci meu pai, Elias Pinto, prefeito de Santarém, a criar uma faculdade de filosofia. Ele chegou a lançar a pedra fundamental da faculdade, que ficaria em frente ao seminário S.Pio X, na atual rodovia Santarém-Cuiabá. Ali, com 17 anos, fiz o meu primeiro discurso público, nervoso e gaguejante. Depois levei papai a visitar … Continuar lendo

A história na chapa quente (128)

As indignidades de 1964: uma história por escrever (Artigo publicado no Jornal Pessoal 306, de agosto de 2003) O serviço de utilidade pública que o jornalista Oswaldo Coimbra prestou ao escrever Dom Alberto Ramos mandou prender seus padres (Editora Paka-Tatu, 2003, 280 páginas) foi reafirmar que não há temas proibidos, acima de qualquer suspeita ou … Continuar lendo