//
Arquivos

Jari

Esta categoria contém 13 posts

Memória – Rio de coronéis

Em maio de 1944, o coronel José Júlio de Andrade, “nosso prezado amigo e distinto capitalista”, foi passando do aeroporto de Belém, aonde chegou por via aérea, vindo da capital da república, que era então o Rio de Janeiro, para a redação da Folha do Norte. No jornal, manteve com seus dirigentes “agradável palestra”. Cumprida … Continuar lendo

Jari: 40 anos de nacionalização

A caricata nacionalização do projeto Jari completa agora 40 anos. Foi em 1982 que o seu controle passou do milionário americano Daniel Ludwig, que iniciou o empreendimento em 1967, para um grupo de empresários brasileiros. O capital da empresa era então de 720 milhões de dólares. As empresas privadas deveriam entrar com US$ 480 milhões, … Continuar lendo

O valor da Amazônia (2)

(Concluo o artigo de 1977, que comecei a transcrever na semana passada) As proposições de Paulo de Tarso Alvim se dirigem para a grande empresa, a única capaz de conduzir os plantios comerciais com as técnicas sugeridas e nas dimensões estabelecidas, inclusive porque o apoio governamental se concentra nelas. Porém, mesmo as estatísticas oficiais disponíveis … Continuar lendo

Memória: Jari, 40 anos atrás

Em 1982, primeiro ano em que esteve sob o controle dos grupos econômicos nacionais sucessores do milionário norte-americano Daniel Ludwig, a Jarí Florestal e Agropecuária apresentou prejuízo equivalente a 69 milhões de dólares (nove bilhões de cruzeiros da época). As causas principais desse prejuízo, segundo a diretoria da empresa, foram a política cambial do governo, … Continuar lendo

Arquivo – Manejo florestal sustentado

Tenho convidado meus leitores a visitar um banco de dados único sobre a Amazônia, que venho formando no blog Amazônia HJ, que pode ser acessado através do link indicado na capa deste blog. Minha preocupação com a perda de milhares de informações que acumulei nos meus arquivos e o meu estágio atual de vida, passados … Continuar lendo

Memória – Jari

Em abril de 1991, a Companhia Florestal Monte Dourado, sucessora do milionário americano Daniel Ludwig no Projeto Jari, encaminhou correspondência ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) alegando ser proprietária de 421.595 hectares dos 450 mil hectares que constituíam a Reserva Extrativista do Cajari, criada no final do governo Sarney. … Continuar lendo

Memória – O dono do rio Jari

Em maio de 1944, o coronel José Júlio de Andrade, “nosso prezado amigo e distinto capitalista”, foi passando do aeroporto de Belém, aonde chegou por via aérea, vindo da capital da república, que era então o Rio de Janeiro, para a redação da Folha do Norte. No jornal, manteve com seus dirigentes “agradável palestra”.Cumprida a agenda … Continuar lendo

No coração da Amazônia

A aula magna de jornalismo de Lúcio Flávio Pinto Por Gabriel Ferreira Publicado no site Amazônia Real Manaus (AM) – O jornalista e escritor Lúcio Flávio Pinto, um dos mais combativos profissionais da imprensa brasileira, não titubeia quando perguntado sobre como vê a violência na atual ocupação amazônica: “A desvalorização da vida é uma das coisas mais … Continuar lendo

Memória – Os peões de Mr. Ludwig

A Amazônia de peões e milionários (Matéria publicada no Jornal Pessoal, em abril de 2015) Opinião, sediado no Rio de Janeiro, foi, para mim, a mais importante (e a melhor) publicação da imprensa alternativa brasileira republicana. A partir do seu primeiro número, que foi às bancas na primeira semana de novembro de 1972, o jornal … Continuar lendo

Memória – A Jari dos portugueses

A empresa Navegação do Jari foi constituída em junho de 1966, em Belém, pelos comerciantes Antônio Fernandes Teixeira e José Joaquim Martins Júnior. Eles eram também os proprietários da Jari Indústria e Comércio, sucessora, desde 1948, do coronel José Júlio de Andrade no controle de uma vasta área entre o Pará e o Amapá. No … Continuar lendo